CAM-CCBC passa a receber estudantes internacionais

O CAM-CCBC está construindo mais uma ponte para fortalecer as relações da arbitragem brasileira com a arbitragem global. A nova iniciativa é o estágio internacional, dedicado a receber profissionais matriculados em cursos no exterior. Um dos objetivos do projeto é que esses advogados se familiarizem com a arbitragem do Brasil e ajudem a disseminar lá fora as melhores práticas do país.

A primeira participante do projeto é a advogada Ana Karine Martins Pinheiro Froz. Maranhense de São Luís, em setembro de 2018 ela chegou a Paris para cursar o LL.M. em Arbitragem Internacional – Resolução de Conflitos, na Sciences Po, uma das mais tradicionais universidades francesas. Na instituição se formaram desde o escritor Marcel Proust até o atual presidente da França, Emmanuel Macron.

“A dimensão do Brasil, o volume de negócios e o tamanho da economia faz o país ser percebido em outros lugares como um mercado promissor para a arbitragem”, conta Ana, cujo programa de estágio começou em julho e terá a duração de três meses. Nesse tempo, ela vai se dedicar a tarefas como acompanhar o trabalho dos Case Managers, auxiliar em rotinas, realizar pesquisas sobre decisões da presidência e de normas. A intenção é fazer um rodízio por algumas das principais áreas.

A advogada de 27 anos conheceu o CAM-CCBC durante as palestras do Brazilian  Arbitration Forum in Paris 2018, organizado pelo Centro em parceria com a Sciences Po e realizado em Paris. Ela revela que escolheu a entidade para estágio devido à “reputação e por se tratar da instituição mais importante do país em arbitragem”, onde teria a oportunidade de trabalhar com casos relevantes.

“Entre os pontos que me chamam a atenção no CAM-CCBC estão o seu regulamento, a condução altamente qualificada dos processos arbitrais, a especialidade das secretarias executivas e a agilidade com os prazos, reconhecida inclusive pelo ISO 9001”, destaca Ana.

Próximas edições
Depois dessa primeira edição do estágio internacional, o plano do CAM-CCBC é continuar o programa anualmente, sempre no período de julho a setembro e com a ampliação do número de participantes por edição. Os alunos não precisam necessariamente ser brasileiros.

Conheça também a
X