XP ASSET

Internacionalização da plataforma de investimentos começará pelo Canadá.

 

O Grupo XP simplificou e democratizou a forma de investir do brasileiro, conquistando em 12 anos mais de 700 mil clientes ativos. Nesses anos, o Grupo sempre esteve à frente de um produto financeiro que recentemente ganhou destaque entre os itens do seu portfólio: os fundos imobiliários.

 

A distribuição de fundos imobiliários próprios do Grupo XP é de responsabilidade de uma divisão chamada XP Asset e atende a uma demanda comum do investidor brasileiro. “Esse investidor é patrimonialista e gosta de aplicar seu dinheiro em imóveis para fazer renda”, diz Marcelo Hannud, que tem 37 anos de experiência em investimento imobiliário e atua com estruturação de negócios da XP Asset no setor.

 

Com esse tipo de fundo, o cliente da XP Asset tem acesso a uma maneira eficiente de investir no mercado imobiliário. Em vez de comprar apartamentos para alugar, ele passa a ser dono de cotas dos imóveis adquiridos pelo fundo, o que traz diversas vantagens. “Nossa carteira é gerida segundo a visão de alguns dos maiores especialistas do país e diversificada, reduzindo riscos. O investidor também tem isenção de impostos, não se preocupa com vacância, condomínio, nem manutenção do apartamento”, diz Marcelo.

 

Internacionalização para o Canadá

 

O investidor de varejo é apenas uma das formas de captação de recursos para os fundos imobiliários próprios da XP Asset. A outra é no contato com Family Offices, Fundos de Fundos (FOFs), fundos de pensão e assets em geral no Brasil. Agora a XP Asset prepara a sua expansão internacional, buscando captar recursos junto a assets canadenses, em parceria com a CCBC e sob coordenação do Banco Nacional do Canadá.

 

Para justificar a escolha do país como o primeiro na expansão dos negócios da empresa, Marcelo diz que se trata de um mercado mais simples do que o americano, financeiramente atrativo e com menos players. “Isso facilita conhecer a dinâmica internacional. Em um único Road Show conseguimos acessar a totalidade dos investidores, dar a devida atenção a eles e trabalhar melhor nossos contatos”.

 

O mercado brasileiro, por sua vez, não é estranho para o investidor imobiliário do Canadá. No Brasil já atuam grandes instituições canadenses, como a Brookfield, que investiu R$ 5 bilhões em lajes corporativas nos últimos cinco anos, Ivanhoe, CPPIB, entre outros. O país da América do Norte tem cerca de 200 assets, entre elas fundos médios que também fazem parte do escopo da XP e que ainda não investem no Brasil.

 

Números da XP Asset em território nacional 

Os fundos imobiliários da XP Asset possuem atualmente mais de R$ 1,5 bilhões de patrimônio e incluem o XP Log (galpões logísticos), XP Malls (shoppings), XP Industrial (galpões industriais), Maxi Renda (crédito imobiliário) e os fundos Vista Real Estate, que incluem hotéis, loteamentos e prédios residenciais. Futuramente será lançado o XP Corp, de lajes corporativas.

 

O XP Log possui R$ 370 milhões em ativos já adquiridos, entre eles os Centros de Distribuição da Panasonic, em Extrema (MG); do Dia Supermercados, em Americana (SP) e o da Via Varejo, no Rio de Janeiro. Para o XP Log, estão previstos R$ 500 milhões em captações para o próximo ano.

X