Ele abriu duas empresas em 3 anos: os incentivos para empreender no Canadá

Durante a crise econômica de 2014 no Brasil, o advogado goianiense Leonardo Couto, sócio de um escritório especializado em Direito Previdenciário e Trabalhista, com quatro unidades em Palmas (TO) e três em Belém (PA), decidiu com a esposa Rebeca que, caso superassem as dificuldades, se mudariam do país com os dois filhos. Há quase três anos no exterior, Leonardo descobriu que além de uma nova cultura e dos novos desafios, o Canadá proporcionou uma admirável oportunidade de empreender.

Nesse período, ele assumiu dois negócios em Vancouver. O primeiro foi um café francês que ao longo dos meses transformou em um ponto de promoção da cultura brasileira, onde serve pão de queijo, tapioca, feijoada, empadão e outras delícias da terra natal. Com a mudança do perfil, o local foi reinaugurado como Cafeoca Brazilian Bistrô, passou a reservar uma área para exposição de arte nacional e em breve terá música ao vivo.

Todo incentivo para empreender no Canadá

Leonardo conta que o governo canadense dá suporte ao empreendedor desde a abertura ou compra de uma empresa até ela estar efetivamente em operação. “Temos assessoria grátis em todas as áreas que precisamos, inclusive com apoio para o plano de negócios”, diz. Para deixar qualquer conterrâneo espantado, ele acrescenta que em questão de um dia é possível abrir uma empresa.

E tempo de fato é algo que ele não perdeu. Há seis meses Leonardo se tornou sócio da Conexão Canadá, agência que o ajudou em boa parte dos trâmites para realizar o processo de imigração. Por intermédio dela, organizou a documentação, encontrou escola para os filhos, hospedagem e curso de inglês. Recentemente, a Conexão Canadá abriu filial em Toronto e em Taubaté, cidade estrategicamente posicionada entre Rio de Janeiro e São Paulo, onde o empresário vê alto potencial de prospecção de clientes.

Com todas essas atividades não deu tempo de Leonardo sentir tantas saudades do país de origem, até porque seu escritório de advocacia continua em operação. Isso faz com que ele e a mulher, uma enfermeira com background em finanças, retornem ao país com frequência para acompanhar as atividades do escritório. “Montei uma estrutura que facilita acompanhar muita coisa daqui, além das visitas periódicas que fazemos ao Brasil”, explica.

Associado da CCBC há dois anos, o advogado quando está em São Paulo gosta de visitar a sede da Câmara mesmo quando não há nenhum evento em especial. Por meio da instituição, faz contatos. Conhece outros advogados, importadores e exportadores. O primeiro fornecedor de café de seu bistrô chegou via networking na CCBC. “Quando adquiri o bistrô, tive todo o suporte que precisava”, lembra.

Conheça outras vantagens de abrir uma empresa no Canadá

Um dos melhores ambientes de negócios do mundo
Com legislação clara e menor burocracia, o país é considerado um dos melhores lugares do mundo para fazer negócios

Alto poder de compra
A renda média do canadense varia entre US$ 46 mil e US$ 48 mil, sendo maior que a de muitos países com populações maiores. No Canadá, é mais fácil vender produtos com valor agregado maior.

Empresas com propósito se destacam
O consumidor canadense em geral aprecia negócios com fortes valores de sustentabilidade e justiça social, que contribuam para a sociedade.

Valorização dos imigrantes
O Canadá é um país aberto a pessoas com diferentes origens, culturas e experiências. Um ambiente disposto a conhecer o novo.

Maior receptividade
No Canadá a competição entre as empresas é menor que em mercados como EUA e China. Um cenário mais aprazível para empresas que estão chegando ao país.

Conheça também o
X