Parceria internacional em saúde

CCBC lança missão ao Canadá com a finalidade de estreitar os laços entre os ecossistemas de inovação em saúde dos dois países

Por Sérgio Siscaro

A colaboração entre Brasil e Canadá na área de soluções tecnológicas na saúde será fortalecida no segundo semestre deste ano. A Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC) promoverá, entre 17 e 24 de setembro, a missão internacional Health Innovation Canada, que levará um grupo de brasileiros para conhecer o ecossistema de inovação na área.

A iniciativa, desenvolvida com a Quality Global Alliance (QGA), entidade voltada à acreditação de instituições de saúde, foi anunciada durante o webinar Alianças entre instituições canadenses e brasileiras no setor de saúde: Como construí-las, realizado em 15 de fevereiro pela Comissão de Inovação em Saúde (CIS) da CCBC. O evento também trouxe o depoimento do diretor-geral do Hospital A.C. Camargo Cancer Center, que mantém desde 2019 um acordo de colaboração com o Princess Margaret Cancer Centre, principal referência em oncologia no Canadá.

Na ocasião, a vice-cônsul e Trade Commissioner no Consulado Geral do Canadá em São Paulo, Anita Baidwan, destacou a importância dessa aproximação. “Para o governo canadense, essas relações de colaboração bilateral com o Brasil são prioridade – especialmente no campo da saúde. O Canadá é um dos países que mais se destaca neste setor, investindo fortemente na inovação e educação, e dispõe de uma mdas maiores e mais dinâmicas comunidades de life sciences do mundo”, afirmou.

Segundo ela, empresas líderes em vários setores têm aproveitado essas vantagens competitivas para desenvolver tecnologias, produtos e serviços inovadores no Canadá – e citou o caso da brasileira Biolab Pharma, que em 2016 criou um centro de pesquisa e desenvolvimento em Mississauga, na província de Ontário.

Ecossistemas complementares

Ao anunciar a missão, o diretor de Relações Institucionais da CCBC, Paulo de Castro Reis, ressaltou as oportunidades de complementaridade entre instituições e empresas dos dois países na área de saúde. “O Canadá é uma fonte não só de inspiração, mas também de crescimento compartilhado. Podemos trocar experiências, trazer novas tecnologias ao Brasil e, ao mesmo tempo, oferecer a nossa criatividade e inovação. São dois países e dois ecossistemas complementares”, afirmou, destacando que o objetivo da missão é justamente esse: de incentivar a integração entre estes ecossistemas.

Castro explicou que a iniciativa consistirá em uma viagem de imersão no ecossistema médico-hospitalar canadense com visitas técnicas, hubs de inovação e benchmarking para conhecer as melhores práticas e inovações do setor. Entre os diversos temas que serão abordados nessas visitas estão inovação em sistemas de saúde públicos e privados;  aplicação de soluções de inteligência artificial; desenvolvimento de ecossistemas colaborativos voltados à inovação; infraestruturas de ponta para saúde e pesquisa e desenvolvimento; e digital health. “A programação inclui o acompanhamento de uma equipe da CCBC e da Quality Global Alliance, além do agendamento de reuniões, traslado e eventos de networking“, complementou.

Para o CEO da QGA e cofundador da Health Standards Organization (HSO), Rubens Covello, a ideia da iniciativa é criar parcerias entre instituições do Brasil e do Canadá que atuam no segmento de qualidade e segurança ao paciente. “Queremos atuar de forma bastante forte nesta aproximação, dentro da parceria com a CCBC”, afirmou.

A iniciativa conta ainda com o apoio dos governos do Canadá e das províncias de Ontário e Quebec, além da Investissement Québec. As inscrições serão aceitas até 30 de abril pelo e-mail [email protected]

Parceria bem-sucedida

Voltado ao compartilhamento de práticas assistenciais e indicadores clínicos, além de promover a melhoria de processos e implementar atividades de ensino inovadoras, o acordo de colaboração firmado entre o A.C. Camargo Cancer Center e o Princess Margaret Cancer Centre também possibilita fortalecer e ampliar projetos conjuntos em pesquisas sobre o câncer. De acordo com o diretor-geral da instituição brasileira, Victor Piana Andrade, a relação com o Canadá tem sido positiva – dos dois lados. “Tem que ser uma troca boa para os dois lados – nós brasileiros também temos criatividade para exportar”, disse.

Ele explicou que as duas instituições utilizam o conceito de cancer center, que busca a integração da assistência ao paciente, atividades de ensino e de pesquisa em um mesmo ambiente – possibilitando assim permitir, além do atendimento médico, a capacitação de profissionais e o desenvolvimento de soluções inovadoras.

“O Princess Margaret está entre os cinco maiores cancer centers do mundo. Temos muito a trocar sobre boas práticas de qualidade, gestão, e de como tratar melhor para o paciente oncológico. A partir dessa parceria, criamos uma superintendência de inovação na A.C. Camargo, e devemos estabelecer também um hub que possibilite uma interface maior com startups e biotechs“, complementou.

O webinar Alianças entre instituições canadenses e brasileiras no setor de saúde: Como construí-las foi a primeira de uma série de iniciativas que a CCBC irá promover nos próximos meses, antes da missão ao Canadá, com a finalidade de fortalecer a troca de informações entre os ecossistemas de inovação em saúde dos dos países.

X