Comissão da CCBC discute inovação na saúde

Evento também trouxe informações sobre missão da Câmara ao Canadá, em setembro


Por Sérgio Siscaro

Dentro de sua programação de atividades – e antecipando a missão internacional Health Innovation Canada, que acontece em setembro – a Comissão de Inovação em Saúde da Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC) promoveu no início de abril um encontro online voltado à discussão de temas ligados à aplicação de soluções inovadoras no segmento. Na ocasião, o co-coordenador da Comissão, Ricardo Meirelles, compartilhou com os participantes suas percepções e experiências durante a conferência promovida entre 14 e 18 de março pela Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS).

Considerada a maior associação de cuidados com saúde e inovação nos Estados Unidos, a HIMSS reuniu em Orlando, na Flórida, cerca de 25 mil pessoas na edição deste ano do encontro. “A HIMSS é muito ligada a tecnologia de software. Eles também têm muitas atividades com o governo norte-americano; são bastante ativos na construção das políticas de healthcare nos Estados Unidos”, disse.

Segundo Meirelles, os principais tópicos discutidos na conferência neste ano foram: experiência do paciente e dos cuidadores; uso de machine learning e inteligência artificial (IA); igualdade de oportunidades no acesso à saúde; interoperabilidade de sistemas de informação; e segurança cibernética. “Há um grande foco em se aprimorar a experiência do próprio paciente, ampliando a gama de escolhas que ele e sua família podem fazer [com relação ao atendimento médico], o que está sendo chamado de patient as a partner. Este tópico foi um sucesso na conferência”, relatou.


Tecnologia na saúde


Também se discutiu o uso de ferramentas com IA para cuidar do preenchimento de prontuários médicos, por meio de tecnologias de natural language processing (NLP) – o que poupa bastante tempo ao profissional de saúde, que assim pode atender de forma mais detalhada a seus pacientes. Outro tema ligado à inovação tecnológica foi a implementação do padrão Trusted Exchange Framework and Common Agreement (Tefca), que harmoniza os termos, princípios e condições na troca de informações sobre saúde entre diferentes instituições. “Trata-se de uma base comum de informações dos pacientes. O governo dos Estados Unidos quer unificar as redes hoje existentes, a fim de dispor de uma visão total dos pacientes atendidos”, completou. Tiveram ainda destaque na conferência os problemas decorrentes do vazamento desses dados, por meio da criação de um ambiente mais seguro.

De acordo com o coordenador, os tópicos discutidos neste ano pela conferência da HIMSS também estão bastante presentes no sistema de saúde do Canadá. “No que se refere à preocupação com a experiência do paciente, por exemplo, o Canadá já atuava antes dos Estados Unidos. O sistema canadense de saúde é público: quanto mais o paciente estiver envolvido com seu atendimento, menos custo terá o Estado”, ponderou. Ele lembrou que os outros tópicos também encontram aplicação no Canadá, como o uso de tecnologia e o acesso às informações de saúde dos pacientes.


Missão em andamento


Durante o encontro, os presentes também tiveram informações atualizadas sobre a preparação da missão internacional Health Innovation Canada, que levará brasileiros para conhecer o ecossistema de inovação na área. “Vamos levar um grupo de 12 a 15 representantes de hospitais e clínicas, e a ideia é mostrar, in loco, toda a inovação canadense, abrindo a possibilidade de parcerias”, afirmou a coordenadora de Desenvolvimento de Negócios da CCBC, Elisa Nolli. Meirelles acrescentou que a missão representa uma grande oportunidade de os brasileiros interagirem com centros de excelência em diversas áreas da saúde – como, por exemplo, o centro oncológico Princess Margaret Cancer Centre.

Nolli também mostrou aos participantes o cronograma de atividades da Comissão para este ano – que inclui, além da missão, um painel específico sobre saúde no Canada Day Festival, em junho; e a realização de duas rodadas virtuais de negócios – no primeiro e segundo semestre do ano, respectivamente. As atividades da Comissão em 2022 já haviam se iniciado em fevereiro, quando foi feito o anúncio da missão da CCBC ao Canadá.

A missão da CCBC conta ainda com o apoio dos governos do Canadá e das províncias de Ontário e Quebec, além da Investissement Québec. Mais informações pelo e-mail [email protected].

X