Allonda lança sistema de monitoramento em obras do rio Pinheiros

A Allonda, que atualmente é responsável pelas obras de esgotos sanitários para despoluição do rio Pinheiros, em São Paulo (SP), começou neste mês a dotar sua frota de caminhões e máquinas de um sistema de monitoramento. Essa tecnologia inclui um software de sistema de identificação de motoristas. Dessa forma, a partir de um aplicativo ou de uma plataforma web, a empresa poderá acessar diversas informações sobre o desempenho de cada um dos veículos, e tomar as medidas necessárias para melhorar seu desempenho. O novo sistema está sendo introduzido nas obras das sub-bacias Cordeiro e Ribeirão Jaguaré, que integram o Programa Novo Rio Pinheiros da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

“Teremos, por exemplo, condições de acompanhar em tempo real de que forma o motorista está trabalhando, como ele está conduzindo o caminhão dentro da cidade, se está respeitando o limite de velocidade, dentre outros aspectos. Portanto, durante todo o período teremos acesso a dados que irão estimular boas práticas de segurança do nosso pessoal, dos transeuntes e dos equipamentos”, afirma o CEO da Allonda, Leo Cesar Melo.

Outros benefícios trazidos pela incorporação dessa tecnologia de monitoramento incluem o rastreamento dos veículos e a coleta de dados que possam sugerir problemas mecânicos ou a necessidade de manutenção, além de indicarem se há gasto excessivo de combustível. Com isso, será possível também reduzir as emissões de gás carbônico na atmosfera.

O projeto Novo Rio Pinheiros tem a finalidade de diminuir o volume de esgoto lançado nos abluentes do rio, melhorar a qualidade de suas águas e integrá-lo à paisagem urbana com margens revitalizadas. Os contratos nas sub-bacias do Jaguaré e Cordeiro, onde a tecnologia será utilizada, ligarão cerca de 110 mil unidades à rede coletora de esgoto. Também serão construídas duas estações elevatórias, 18 quilômetros de coletores tronco e outros 18 quilômetros de rede de esgotos.

Mais informações em www.allonda.com

*Fonte: Allonda

Conheça também o
X