Brasil retorna à Sial em 2022

Missão da CCBC levará à feira empresas brasileiras de alimentos e bebidas, que poderão conhecer melhor o mercado canadense, estabelecer contatos e fazer negócios

Por Sérgio Siscaro

Fabricantes brasileiros de alimentos e bebidas terão no próximo ano uma excelente oportunidade para conhecerem um dos mercados externos mais promissores para exportarem seus produtos: o Salon International de l’Alimentation (Sial), atualmente a mais importante feira do setor na América do Norte, e que é realizada no Canadá. A Câmara Brasileira Brasil-Canadá (CCBC) já está organizando uma missão comercial que irá visitar o evento, travar contato com potenciais parceiros e, eventualmente, fechar negócios.

Esta edição da Sial acontecerá entre 20 e 22 de abril no Palais dês Congrès, em Montreal (Quebec). A última edição da feira, realizada em abril de 2020, foi totalmente online, em razão da disseminação da pandemia da Covid-19. Mesmo assim, o evento registrou números expressivos: foram reunidos 250 exibidores e marcas de mais de 31 países, e recebidos cerca de 18,3 mil visitantes virtuais de 112 países.

De acordo com o consultor de negócios internacionais da CCBC, Armínio Calonga Jr., a missão comercial que irá participar da feira seguirá o mesmo padrão das anteriores: ao mesmo tempo em que irá expor alimentos e bebidas de empresas brasileiras, também promoverá rodadas de negócios e jantares de degustação, nos quais potenciais compradores canadenses terão a oportunidade de provar os produtos do Brasil, preparados pela chef Mari Valentini.

Para obter mais informações, os interessados podem entrar em contato por meio do e-mail [email protected].

Mercado promissor

A participação da missão da CCBC na Sial tem como principal objetivo facilitar o acesso dos exportadores brasileiros ao Canadá. Afinal, trata-se de um mercado que deverá atingir quase C$ 70 bilhões até 2024, e que se caracteriza por consumidores com alto poder aquisitivo, consciência ambiental e grande disposição de experimentar pratos e bebidas diferentes.

De acordo com o estudo Quick Market Facts: Alimentos e Bebidas no Canadá, elaborado pela CCBC, as atuais tendências de consumo de alimentos e bebidas no Canadá incluem acesso a sabores exóticos, dietas e tecnologias “plant based” voltadas a vegetais e alimentos crus, consumo de produtos “da raiz às folhas”, aproveitando a totalidade dos alimentos, superfoods não tradicionais, como óleo de nozes, frutas e cogumelos, proteínas que possam ser consumidas durante outras atividades e bebidas levemente gaseificadas e saborizadas.

E este é um momento estrategicamente interessante para empresas brasileiras colocarem seus produtos nas prateleiras dos mercados canadenses. O intercâmbio comercial entre os dois países vem aumentando – entre os meses de janeiro e setembro de 2021, a soma das exportações e importações totalizou US$ (FOB) 5,057 bilhões – 13,5% a mais do que o registrado em igual perído de 2020. Aos poucos, a “marca Brasil” vem ganhando espaço nas diversas províncias do Canadá – e o segmento de alimentos e bebidas é uma das principais formas de entrar no mercado varejista canadense de forma competitiva.

Conheça também o
X