Brasil e Canadá: unidos na cooperação industrial sustentável

Chamada para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação será lançada em 28 de abril

Por Sérgio Siscaro

O Canadá é considerado atualmente um dos países com o melhor ecossistema para o desenvolvimento de projetos inovadores. E agora o acesso a esse ambiente ficou mais fácil para empresas brasileiras. Será lançada em 28 de abril deste ano uma chamada para propostas de projetos de pesquisa e desenvolvimento industrial, aberta para pequenas e médias empresas canadenses, empresas brasileiras de qualquer porte, e instituições de pesquisa acreditadas como unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

Ainda que aberta a todos os segmentos da indústria, a chamada priorizará projetos voltados ao uso de inteligência artificial, internet das coisas (IoT) e manufatura avançada – sempre com um viés voltado para soluções sustentáveis – nos setores de agricultura, indústria florestal, saúde e mineração. A iniciativa faz parte do acordo de cooperação firmado em outubro de 2020 entre a Embrapii e o Conselho Nacional de Pesquisa do Canadá (NRC, na sigla em inglês). A ideia é, por meio do Programa Canadense de Inovação Internacional (CIIP), estimular a cooperação em pesquisa, desenvolvimento e inovação entre os dois países. Sua execução está a cargo do Programa de Assistência à Pesquisa Industrial do Conselho Nacional de Pesquisa do Canadá (NRC-IRAP) e do Departamento de Relações Exteriores, Comércio e Desenvolvimento do Canadá.

“A missão da Embrapii é aproximar a academia de empresas industriais no desenvolvimento de soluções inovadoras. Este é o papel ocupado pelas 61 unidades Embrapii, cada uma com uma área específica de atuação. Essa parceria é uma excelente forma de internacionalizar nossas empresas. É o caso da cooperação com o Canadá: os temas priorizados são demandas globais, e que são estratégicas para os dois países”, afirma o diretor de operações da Embrapii, Carlos Eduardo Pereira. “É uma oportunidade muito grande para que empresas brasileiras e canadenses trabalhem com objetivos comuns, cofinanciadas pelo Brasil e pelo Canadá, e cujo resultado será um novo produto, serviço ou processo.”

O programa inclui ainda webinars nos quais os participantes terão acesso a informações sobre modelos de cooperação em inovação por parte da Global Affairs Canada (GAC), da NanoCanada e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). O primeiro da série foi realizado em 23 de fevereiro, e tratou do uso de grafeno em processos de manufatura. Os próximos acontecerão em 23 de março (indústria 4.0 com foco em mineração) e 20 de abril (nanotecnologia na indústria florestal). Informações adicionais podem ser obtidas no site da NRC ou com a coordenadora do programa no CIIP, Ronda Gosselin, por e-mail.

Conheça também o
X