Olhares Cruzados Imagens de duas Culturas – Exposição Fotográfica Brasil-Canadá é uma iniciativa da CCBC – Câmara de Comércio Brasil-Canadá em parceria com os Consulados do Brasil no Canadá e Consulados do Canadá no Brasil, cujo objetivo é promover o intercâmbio cultural entre cidades canadenses e brasileiras a partir da visão de dois fotógrafos, um de cada país. O trabalho destes dois artistas é compartilhado através de um livro e de exposições no Brasil e no Canadá.

EXPOSIÇÕES

VIVA A

EXPERIÊNCIA

COMPLETA

Ouça a playlist Olhares Cruzados no Spotify

Acompanhe os eventos culturais no Brasil pelo app BRASIL CANADA EXPERIENCE

iOS
Place Jean-Béliveau | Quebec

Curitiba – Quebec

250 Wilfrid-Hamel Blvd, Quebec City, QC G1L 4W7, Canada

Entrada Franca

Classificação Livre

Abertura: 10/09 – terça-feira

Encerramento: 10/10 – quinta-feira

Espaço Cultural CCR Barcas | Rio de Janeiro

Rio de Janeiro – Toronto

Praça Quinze de Novembro, s/n° – Centro – Rio de Janeiro – RJ

Entrada Franca.

Classificação Livre

Horário: Diariamente das 6h às 23h30. Entrada gratuita

GALERIA DE FOTOS

FOTÓGRAFOS

2019

Curitiba-Quebec

Renaud Philippe (1984) vive entre Québec, no Canadá e Londres no Reino Unido. Como fotojornalista independente e membro do coletivo Kahem, Renaud viajou por todo o sul do Sudão, Bangladesh, Haiti, Índia, Nepal, Tailândia, Quênia, Tunísia e Canadá. Ele é totalmente independente, pacientemente seguindo temas prioritários como exclusão social e exílio, estabelecendo conexões com aqueles forçados pela guerra, injustiça e desastres naturais a deixar tudo para trás.

Seu trabalho já apareceu em várias publicações, incluindo National Geographic, The Atlantic, The New York Time, MacLean, Le Monde Diplomatique, Canadian Geographic, Mare magazine, Global Post, Le Figaro e Days Japan.

Dentre os prêmios recebidos por Renaud estão um Gold National Magazine (Photojornalismo & ensaio fotográfico), o Flash Forward dos anos 2014 e 2015 da Magenta Foundation, um prêmio de excelência no Internacional Pictures of the Year (POYi) e três grandes prêmios anuais da associação de jornalistas independentes do Québec (AJIQ).

Renaud Philippe

Fotógrafo canadense

2019

Curitiba-Quebec

Antonio Wolff (Guarapuava, 1973) é artista visual radicado em Curitiba. Designer por formação, em 2003 iniciou seus estudos na fotografia e no ano seguinte passou a exercer a atividade profissionalmente. Tem a pesquisa principal centrada na fotografia, de modo que sua produção nessa linguagem sofre interferência de diversos meios de edição digital e analógica e sobreposição de materiais e objetos. Atualmente, divide sua atuação entre três esferas interpermeváveis: Antonio Wolff – produção em fotografia -, Umloboh / XpXrlab- processos experimentais em vídeo, som, performance e instalação – e LuxLabStudio – atividade na área comercial (moda e publicidade).

Participou de grupos de formação em artes visuais, dentre eles o Ateliê Fotô, com o curador Eder Chiodetto, e Oficina de Arte Contemporânea, com o artista e professor Geraldo Leão. Também fez parte diversos projetos de arte, como o Grupo Cidades Visíveis, o coletivo multidisciplinar Atalho, 121coletivo e Curto Circuito Ateliês. É artista da Soma Galeria e, como exemplos de destaques recentes, em 2017 fez parte do ZAZ Festival de Performance em Tel Aviv e Arad (Israel). Em 2019 fez a individual audiovisual “Plaga” no Museu Municipal de Arte (MuMA – Curitiba).

 

Antonio Wolf

Fotógrafo brasileiro

2018

Rio de Janeiro-Toronto

Robert DiVito é um artista altamente qualificado capaz de entregar projetos criativos em muitas disciplinas. Ele foi publicado no Canadá, EUA e Europa. A exposição de Robert, First Love, que estreou no ScotiaBank Photography Festival de 2016, e sua exposição de 2017, Huit jours dans un taxi haitian, mostra o paradoxo da arte e da vida haitiana. Sua fundação, First Love, através decolaborações em arte e música, oferece oportunidades econômicas e educacionais.

Robert DiVito

Fotógrafo canadense

2018

Rio de Janeiro-Toronto

Ana Rodrigues é do Rio. Entre coletivas e individuais, participou de exposições em Buenos Aires, Beirute, Aman, Quito, Lisboa e Rio. Como sócia da Páprica Fotografia, trabalha com audiovisual e arquitetura. Desenvolveu trabalhos autorais e criou o coletivo “O Escambal” que desde 2010 promove a fotografia. Participou como convidada em festivais como Paraty in Focus, JFoto e Cinnamon Photo Workshops. Produziu os photobooks N.R.A com o artista João Paulo Pereira que fizeram parte da Feira do Livro da Fotografia em Lisboa, do Fiebre Photobook em Madrid e da A Estrada na Galicia.

Ana Rodrigues

Fotógrafa brasileira

2017

Brasília-Ottawa

Daniel Stanford é reconhecido pelo uso de mídias mistas; apresenta uma visão única ao combinar fotografia e elementos naturais como madeira, ouro, pigmentos e metais preciosos. Com mais de 20 anos de experiência em moda e luxo, Stanford colaborou com fotógrafos famosos, criando campanhas icônicas para Lancôme, Guess Jeans, Intimissimi Lingerie, Revlon e Victoria’s Secret. Nascido em Ottawa, já realizou diversas mostras, individuais e coletivas.

Daniel Stanford

Fotógrafo canadense

2017

Brasília-Ottawa

Kazuo Okubo é fotógrafo e produtor cultural. Natural de Brasília, iniciou na profissão como assistente de seu pai, Arlindo Okubo, em 1974; fotografa publicidade desde 1989 e desenvolve trabalhos autorais desde 2003. Em 2009 inaugurou em Brasília a primeira galeria de artededicada exclusivamente à fotografia no Centro-Oeste, A Casa da Luz Vermelha. Participou deexposições diversas (individuais e coletivas).

Kazuo Okubo

Fotógrafo brasileiro

2016

Florianópolis-Vancouver

Brian Noppè: seja fotografando celebridades, moda, trabalhos comerciais / publicitários, criando grandes peças de arte para galerias, escritórios ou residências, a sinceridade de Brian, a energia entusiástica e o calor contagiante levam às imagens autênticas pelas quais ele é conhecido e requisitado. Em 1992, enquanto estudava na Universidade Emily Carr de Arte e Design, iniciou uma nova carreira como fotógrafo. Muitas centenas de fotos depois, ele adora correr riscos tentando coisas novas, enquanto desafia seus limites dentro da arte da fotografia.

Brian Noppè

Fotógrafo canadense

2016

Florianópolis-Vancouver

Miguel Schmitt, fotógrafo autodidata, iniciou sua carreira em Florianópolis Brasil depois detrabalhar como modelo. Estudou Administração e Turismo. Filho de pai arquiteto e mãe bailarina. Morou em San Diego CA. e México DF. Em 2012 abriu o Studio180.


Fotografa moda, publicidade, arquitetura, retratos, natureza e life style.

Miguel Schmitt

Fotógrafo brasileiro

2015

São Paulo-Montreal

Luc Dubois, artista versátil tem a intenção de que seu trabalho reuna elementos, materiais, técnicas e formas que representem uma resposta emocional íntima de sua experiência pessoalde vida. Muitas vezes, no limite da abstração e do trabalho figurativo, sua arte transmite uma expressão narrativa simbólica que se correlaciona com um enredo sequenciado que vem perseguindo através da escrita e da poesia. Sua linguagem visual evoluiu da forma autodidatade estética para formas mais elaboradas enraizadas na maneira modernista, minimalista e expressionista de tratar materiais e assuntos.

Além da fotografia, Dubois usa cores, habilidades de pintura e agora parametrics, dados numéricos e robótica, ferramentas integradas que trazem o levam à maturidade que reflete em sua arte atual.

Luc Dubois

Fotógrafo canadense

2015

São Paulo-Montreal

Renato Negrão, atua como produtor de imagens, jornalista e educador. Além de artista, é professor de fotografia, está, também por isso, constantemente atento ao status atual da fotografia e das várias formas de exercê-la. Gestor responsável pela empresa Rn.fotografia. Responsável por curadoria de exposições coletivas, coordenaçãode projetos, gestão comercial e estratégia, fotografias e direção de arte.

Renato Negrão

Fotógrafo brasileiro

REALIZAÇÃO

PATROCINADORES

APOIO

ENTRE EM CONTATO

+55 11 4058-0400

  ccbc@ccbc.org.br

X